102 Anos de Rio Largo

por ASCOM — publicado 07/07/2017 12h50, última modificação 29/11/2019 10h49
Conheça um pouco da História dos 102 anos de Rio Largo.

 A história de Rio Largo é, em seus primórdios, a mesma de Santa Luzia do Norte, a estrada de ferro, que não passava em Santa Luzia, fez com que fosse direcionado o desenvolvimento para o local, às margens da ferrovia, onde foram instaladas indústria têxteis pertencentes à Companhia Alagoana de Fiação e Tecidos. 

O nome Rio Largo originou-se de um engenho de açúcar existente no local onde o rio mundaú apresentava maior largura. no fim do século XIX foram fundadas duas unidades para a industrialização das fibras têxteis, em trechos de pequenos encachoeiramentos do rio Mundaú, favoráveis àquele tipo de atividade fabril. É válido ressaltar, também, nesse período, o surgimento da Usina Leão, que começou a moer em julho de 1894 e tornou-se, à época, uma das maiores do setor em toda a América Latina.

A vila de Rio Largo foi criada por decreto de 10 de dezembro de 1830. O desenvolvimento do pólo industrial acarretou, em 13 de julho de 1915, a elevação à categoria de cidade, através da lei 696. Apesar de sua origem recente, Rio Largo deu a Alagoas filhos ilustres como Arnon de Mello e Luiz de Souza Cavalcante, ambos ex-governadores do Estado. As festividades em Rio Largo são muito concorridas, destacando-se o tradicional carnaval, com desfile de blocos; as festas juninas, com forró ao ar livre; a festa da Emancipação Política (13 de julho); a festa da padroeira Nossa Senhora da Conceição (08 a 13 de dezembro) e as festas natalinas, com a participação de folguedos populares como pastoril, reisado e chegança. Os cartões postais da cidade podem ser vistos do Alto da Cachoeira (rio Mundaú) e na Av. Santos Dumont (vista parcial da cidade).